3/13/2012

Histórias em quadrinhos mostram sexo no Vaticano




Escrita pelo chileno Alejandro Jodorowsky e desenhada pelo italiano Milo Manara, a HQ “Bórgia” é inspirada na vida de Rodrigo Bórgia (1431-1503), que entrou para a história como um dos homens mais imorais a chefiar a Igreja Católica. De acordo com parte da historiografia, Bórgia teria se tornado papa Alexandre 6º depois de subornar o conclave. É descrito como manipulador e despótico, inclusive nas referências feitas a seu respeito por seu contemporâneo Nicolau Maquiavel. Conhecido por manter uma vida mundana, o papa Alexandre 6º teve várias amantes e sete filhos. Poder, conspiração, política, luxúria e messianismo. Esses são alguns dos ingredientes da série de quadrinhos Bórgia, uma espécie de biografia não autorizada da família que é tida como precursora dos Corleone e que expõs os pecados da igreja católica do final século XV. Era uma época em que o Vaticano certamente gostaria de apagar dos livros de história. Todos os atos praticados por Rodrigo Bórgia e sua família, para se tornar o papa Alexandre VI estão na obra contada por um dos mais cerebrais roteiristas da Nona Arte da Europa, Alejandro Jodorowsky. A coleção em quatro volumes foi publicada pela Editora Conrad.

5 comentários:

JOTARANHA disse...

Desenho de Milo Manara já dá credito suficiente pra obra...

Anônimo disse...

A igreja católica deve estar com os cabelos em pé

Laerçon Blues Man disse...

Da hora!

Marcão disse...

o herotismo aliado a religião sempre foi um prato cheio!

Quadrinhos&livros disse...

Tenho algumas hs eróticas, duas delas para álbuns de muitas páginas:
Dr. Ateneu, o ateu - que se passa num convento, onde uma freira quema em brasas. Dr. Ateneu é o médico das freiras, psiquiatara e médico clínico.
Irmã Flora, outra Hq que se passa dentro de um convento para freiras.
editoras:
grego.desenho@gmail.com