6/09/2018

Minnie entra para a calçada da fama


Minnie Mouse esperou 90 anos para ser agraciada com sua estrela na calçada da fama. A data marca o aniversário de sua primeira aparição no filme "Steamboat Willie". No entanto, a personagem já participou de mais de 70 filmes animados.
Walt Disney Co., o CEO Robert Iger e a cantora Katy Perry fizeram parte da cerimônia às 11:30h em frente ao El Capitan Theatre, na Hollywood Boulevard em Los Angeles.
Heidi Klum, ex-angel da Victoria's Secret e Katy Perry escolheram poás para homenagear a rainha dos vestidos de bola, Minnie Mouse, no dia que se comemora "National Polka Dots Day" nos Estados Unidos. 
"Quero agradecer a todos os meus amigos ao redor do mundo. E, Mickey, estou muito feliz que você está aqui para dividir esse dia maravilhoso comigo. É realmente o melhor dia da minha vida!", disse a ratinha querida.

5/08/2018

Disney lança orelhas do Mickey em homenagem ao Orgulho LGBT



Visitar um dos parques da Disney, seja em Orlando, na Califórnia, em Paris ou até no Japão, é quase sinônimo de compras. Sair de lá sem levar qualquer tipo de bugiganga é praticamente impossível. Ainda mais com aquelas centenas de modelos de orelhas do Mickey e da Minnie.
Há as tradicionais, as douradas e prateadas, as de noiva e noivo, as inspiradas em outros personagens, como o Ursinho Pooh e o Pluto... E, agora, as em homenagem ao Orgulho LGBT.
A empresa acaba de lançar a 'Mickey Mouse Rainbow Love' ou Amor arco-íris do Mickey Mouse, em tradução livre. A peça traz um chapéu vermelho, com orelhas em tons de arco-íris e as mãos do famoso personagem formando um coração, também com as cores de arco-íris.
O acessório está à venda nos parques localizados em Orlando e na Califórnia, por 17,99 dólares, aproximadamente R$ 65,00. Mas é possível encontrá-lo no Ebay por mais de R$ 100.


4/07/2018

Exército distribui HQ infantil em favela



Os militares do Exército distribuíram para crianças a revista em quadrinhos "Recrutinha", produzida pela Corporação. Na história, um menino pede ajuda ao Exército para prender monstros armados de outros planetas e salvar a vizinhança.

A revista Recrutinha, que tem sido distribuída em áreas ocupadas no Rio de Janeiro, foi produzida pelo Centro de Comunicação Social do Exército Brasileiro. O personagem Recrutinha foi criado pelo desenhista Luiz Fernando Vieira e suas histórias são direcionadas para o público infantil, informando e ressaltando as ações do Exército. A revista semestral tem a tiragem de 500 mil exemplares.

Essas ações fazem parte da estratégia que vem sendo adotada pelas Forças Armadas em operações de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) durante a intervenção no Rio. Ela visa ganhar a confiança da população e incentivar denúncias sobre o paradeiro de armas e integrantes do crime organizado.

3/04/2018

Quadrinhos campeões de vendas de todos os tempos


Bilheterias de filmes no cinema e vendas totais de games são assuntos curiosamente comuns entre fãs de tais mídias, mas é raro ver alguém discutindo vendas de quadrinhos. Os grandes campeões de vendas de quadrinhos são bem populares. Abaixo os números em dólares:



As histórias do Homem de Aço fazem o mundo dos quadrinhos girar há quase oito décadas. Considerado o super-herói quintessencial, Superman definiu e define padrões que são seguidos por toda a indústria. Nascido em um planeta alienígena mas criado por fazendeiros terráqueos, Kal-El (ou Clark Kent) lida com questões de identidade própria enquanto enfrenta ameaças à humanidade. Com arrecadação de 600 milhões de dólares, é o número um de todos os tempos.



Após testemunhar o assassinato dos pais, Bruce Wayne herda uma fortuna e um sentimento de responsabilidade de salvar a cidade de Gotham do mal. Vestindo um capuz de morcego, o homem assume a alcunha de Batman e se transforma no maior detetive do mundo - um humano capaz de andar entre os deuses. O Morcego é o segundo em arrecadação com 400 milhões de dólares.


Fenômeno de vendas sem qualquer precedentes, "One Piece" vende, anualmente, quatro vezes mais do que o segundo colocado do ranking. A única coisa que pode impedir a épica história de Monkey D. Luffy em busca do título de Rei dos Piratas de tornar-se a maior série de quadrinhos de todos os tempos é seu final - que inevitavelmente chegará, já que trata-se de uma história fechada. Terceiro colocado no grupo, One Piece  arrecadou 416 milhões de dólares.


Os gibis do 'herói do povo' da Marvel conquistaram o mundo ao tratar de assuntos como as dificuldades de separar as vidas de herói e civil. Poucas histórias extrapolaram sua mídia original tão bem quanto a de Peter Parker, que foi recriada com enorme sucesso em desenhos, games e filmes. Quarto colocado em arrecadação, Homem Aranha faturou 360 milhões de dólares.


Asterix" relata as desventuras de um bravo grupo de guerreiros gauleses que resistem aos conquistadores romanos utilizando um elixir mágico. Além de proteger o pequeno vilarejo onde moram, os protagonistas Asterix e Obelix também viajam para outros países, sempre dando de cara com seus maiores inimigos. O quinto colocado em arrecadação é Asterix, que faturou até agora 352 milhões de dólares.




E assim os quadrinhos continuam crescendo e trazendo números significativos para a cena mundial Que seja assim sempre.





2/05/2018

Fátima Bernardes brinca de Mulher Gato



A apresentadora Fátima Bernardes se fantasiou de Mulher-Gato para curtir ao lado do namorado, Túlio Gadelha. No seu programa Encontro, a jornalista contou que recebeu diferentes retornos do público sobre a brincadeira. Fátima, que está com 55 anos, voltou a repercutir o fato de ter ousado nas fantasias. A carioca questionou se alguém teria criticado o fato de uma mulher madura ter se arriscado a entrar na brincadeira. A apresentadora, que costuma ser discreta sobre o seu relacionamento com o novo namorado, até citou o amado durante o seu programa matutino. Foi muito bom! Adoramos. Enfim, os quadrinhos sendo representado por uma grande jornalista.

1/09/2018

James Bond volta a ocupar estantes em lojas do Brasil



Roger Moore, ladeado por "Bond girls" na foto, consegue fazer parte de duas franquias "cine-literárias": foi 007 em sete filmes e Sherlock Holmes em outro. 


Os livros originais com as peripécias de James Bond, escritos pelo escocês Ian Fleming (1908-1964) permaneceram tanto tempo fora de catálogo no Brasil que fica fácil esquecer que, antes do sucesso no cinema, 007 foi uma revolução nas livrarias.

O lançamento de três livros do autor  pela editora Alfaguara, em novas traduções, volta as atenções à origem literária do agente com licença para matar

Da Rússia com Amor", de 1957, virou filme seis anos depois, com o título "Moscou contra 007". "Goldfinger", de 1959, deu origem ao longa homônimo em 1964. "Viva e Deixe Morrer", de 1954, passou muito mais tempo à espera das telas, até 1973.

Da Rússia com Amor" chegou a ter uma pequena edição brasileira em 2003. Os outros dois foram publicados pela última vez no país no início dos anos 1990.

Nos últimos anos, o fenômeno de livros como base para filmes de sucesso virou regra, com "Harry Potter" e a saga "Crepúsculo", mas a modalidade é centenária.

Em 1900, numa quase pré-história do cinema, o filme de poucos minutos "Sherlock Holmes Baffled" mostrava o detetive criado nos livros de Arthur Conan Doyle em 1887 e que hoje vive na pele de Robert Downey Jr. em produções de bilheteria milionária.

A fórmula parece se prestar mais à aventura e ao terror. Holmes, com 223 filmes, e Drácula, personagem de 117, disputam o recorde da migração para o cinema. Tarzan vem a seguir, com 89 filmes.

Roger Moore, ladeado por "Bond girls" na foto, consegue fazer parte de duas franquias "cine-literárias": foi 007 em sete filmes e Sherlock Holmes em outro. 



12/04/2017

Mangá mostrou pênis de Mario da Nintendo na década de 80



Durante a campanha de marketing de "Super Mario Odyssey", o mundo foi bombardeado por um assunto polêmico: os mamilos do Mario. Muito além dos mamilos, o mangá já mostrou o pinto do Mario.

Conhecida por lá como "KC Mario", cada edição adaptava um novo jogo da série e, para "Super Mario Land",  Kazuki Motoyama decidiu que o mundo precisava ver as partes íntimas do herói. Para um contexto maior, Mario é naturalmente levado a tirar seu macacão e mostrar que ele decidiu não vestir uma cueca para a aventura.

A princesa Peach, que está disfarçada como um robô fica um tanto... perplexa... antes de chamá-lo de pervertido e dar um soco que o leva diretamente a uma outra fase do jogo. É reviver para crer.