7/06/2014

Coronel Telhada vira herói de história em quadrinhos


O vereador Paulo Adriano é ex-comandante da ROTA, uma tropa da Polícia Militar paulista é o idealizador e o protagonista da revista que, segundo ele, mostra os policiais que mantêm a ordem em São Paulo. Paulo Adriano Lopes Lucinda Telhada, o Coronel Telhada, agora é herói de revista em quadrinhos. O gibi lançado pela editora Atreyu Studios, visa mostrar ao público infantil a vida de um policial militar e já está nas bancas de São Paulo e do Rio de Janeiro. O projeto é do próprio vereador. Segundo o ex-comandante, uma das inspirações foi o sucesso do personagem Capitão Nascimento, protagonista de Tropa de Elite e Tropa de Elite 2, de José Padilha. Telhada é um dos mais ativos defensores da Polícia Militar e de ações mais duras contra bandidos. Em 2012 estimulou reações de membros da corporação contra o jornalista André Caramante, então repórter da Folha de SãoPaulo, que costumava denunciar o comportamento violento da PM paulista e, ameaçado de morte, chegou a ter que morar fora por quase um ano com sua família. Telhada entrou na política, filiou-se ao PSDB e foi eleito com quase 90 mil votos em São Paulo, sendo o quinto vereador mais votado em 2012. Apostando no apoio popular ao seu estilo, as tramas da HQ são baseadas na vida do Coronel antes de se tornar político e são revisadas por policiais militares. A chamada na capa da primeira edição comprova isso. Telhada admite gostar de quadrinhos, mas diz sentir falta de uma revista que mostre os heróis do dia a dia, os policiais que mantêm a ordem. A escolha do desenhista Carlos Sneak para o projeto ocorreu por meio do Facebook. O preço da publicação inicialmente é de R$ 5,00. Telhada disse que é necessário vender ao menos 3 mil exemplares para não ter que pagar multa para a distribuidora. E, em um possível segundo volume, a ideia é contar as histórias da ROTA, pelotão de elite da PM da qual Telhada foi comandante até 2011.

Um comentário:

Laerçon Blues Man disse...

é muito bom ver esses lançamentos de quadrinhos nacional.