4/25/2014

Brasileira cria heroína violenta para fugir do clichê de mangás femininos


Quem gosta de mangás, quadrinhos japoneses, voltados para meninas já está acostumado a ver, na maior parte das vezes, meninas atrapalhadas, ingênuas e um tanto passivas como protagonistas. Apesar de ser fã do gênero, Mariana Cagnin, sempre ficou chateada com este clichê e, motivada pela vontade de ver coisas diferentes no mercado, criou a violenta e impaciente Juno, heroína de sua primeira HQ, “Vidas Imperfeitas”. Cagnin queria uma heroína que tivesse vida própria. A desenhista acaba de lançar o primeiro volume da trama pela editora HQM. Inicialmente foi lançada na página do devianART, rede social onde artistas divulgam seus trabalhos. A HQ “Vidas Imperfeitas” disseca a personalidade da tempestuosa Juno, famosa na escola por não ter medo de brigas e ser bastante impulsiva. Ainda assim, Daniel, colega de escola da garota, fica intrigado e decide tentar entender o que se passa na cabeça dela, descobrindo que, por trás do jeito carrancudo, está uma garota marcada por um tenebroso passado. Mariana criou a HQ em 2009. A ideia surgiu de uma forma descompromissada. Depois surgiu a internet. O retorno foi grande, onde as pessoas começaram a comentar e querer mais história. Com o sucesso, Mariana decidiu imprimir as páginas e lançar um fanzine e divulgá-lo em eventos de anime. A artista começou a fazer o mangá por juntar duas das coisas que mais ama fazer: escrever e desenhar. Para ela, a parte mais difícil foi fazer tudo sozinha. Foi muito tempo de dedicação. O ânimo da artista foi renovado com a publicação do mangá, tanto que já está pensando em tocar novos projetos.

2 comentários:

Laerçon Blues Man disse...

É muito difícil ver alguém fazendo algo que fuja aos clichês, afinal trabalhar com uma formula que já faz sucesso é uma coisa, criar outra é completamente diferente de tudo. Meus parabéns a ela e que tenha muitos sucesso!!!

Marcão disse...

É isso mesmo. tem que inovar.