11/01/2012

Archie Comics lança edição com casamento gay


A clássica série de quadrinhos-americana está acompanhando os tempos.

 

Logo após lançar sua edição com o primeiro personagem gay, a Archie Comics está comemorando o casamento homosseuxual no número 16 da sua coleção. Tudo começou em setembro de 2010, quando passou a circular a série com seu personagem abertamente gay, Kevin Keller, inicialmente na revista Veronica. Na verdade, Kevin Keller não estava interessado em Verônica, porque ele é gay. Nesta edição da Archie n º 16, apresenta Kevin Keller andando pelo corredor, cercado de amigos e familiares, finalmente amarrando o nó. Keller encontrou seu agora marido, Clay Walker, um médico Africano-Americano, que ficou ferido como um soldado no Iraque. A Archie Comics tem feito um grande esforço para manter suas edições relevantes no cenário homossexual, com enredos bem amarrados e mantendo uma certa qualidade nas abordagens sobre o tema. A série apresenta toda a turma beirando os vinte anos e trazendo dois períodos: um onde Archie casou com Betty, e outro em que ele se casou com Veronica. As fortes vendas da edição renderam uma chamada no site da Associação das Famílias Americanas do "One Million Moms for Toys R Us" para que parassem as vendas da revista. O grupo conservador cristão está preocupado com a repercussão do evento. Apesar das tentativas da Associação de tentar barrar as vendas da revista em quadrinhos da Archie, que conta com um casamento gay, a edição está sendo vendida com sucesso para outros países. Ao anunciar que a questão de Kevin Keller  fazer sucesso em outros países, Goldwater, co-presidente-executivo da Archie Comics,  disse que os fãs têm saído com força total para apoiar o personagem gay e que ele é, sem dúvida, o personagem mais novo e importante na história do Archie. Disse que ele está aqui para ficar.O casamento de Keller e Walker ocorre durante o cronograma Archie-Betty. É ver para crer!


5 comentários:

JOTARANHA disse...

Numca gostei do Archie e sua turma nem nos desenhos de Hanna Barbera que era apresentado como Josie e as Gatinhas, agora gosto menos ainda.

Anônimo disse...

Quadrinhos acompanhando os tempos com casamento gay? Não concordo...!!!

Laerçon Blues Man disse...

A sociedade atual caminha para uma especie de "agayzamento"
de tudo e todos, isso é uma tendencia, quem não concorda tem de ficar quieto senão é taxado de homofóbico, isso é lamentável, nem ter a própria opinião podemos mais.

Rogeblow disse...

Mais uma vez levam o boiolismo ao quadrinho tradicional. Porque não criam um serie gay nova ao invéz de colar esse elemento em desenhos já tradicionais?

Anônimo disse...

larguem de besteira kkkkkkk deixa o cara ser gay... n vejo problema nenhum