4/01/2011

Lei proíbe mangá com sexo em Tóquio



A Assembleia Metropolitana de Tóquio aprovou uma lei que proibi a venda de mangás com cenas sexuais extremas a menores de 18 anos na cidade. A lei vem causando polêmica sobre a liberdade de expressão. A norma determina à indústria do mangá que previna que os menores de idade adquiram ou tenham acesso a material explícito, incesto, estupro e outros crimes sexuais. Com esta medida, as editoras devem proibir a venda aos menores das histórias em quadrinhos que forem qualificadas pelo Governo metropolitano de livros doentios por seu conteúdo sexual, informou a agência local Kyodo. A medida suscita forte polêmica na indústria da história em quadrinhos, para quem a medida significa censura à liberdade de expressão e à criatividade dos desenhistas. Sem contar, que o Japão tem em sua população, os maiores consumidores de gibis do mundo.

2 comentários:

Laerçon Blues Man disse...

Sexo sem ser explícito deve servir então...

Lambage disse...

Depois que a coisa pega, eles buscam mudanças...Quem entendë...